5 dicas para crescer durante a crise econômica

O país está passando por uma crise econômica, o que está tirando o sono de muitos brasileiros. Nesse cenário, as empresas também estão inseguras quanto aos próximos passos, afinal, como crescer diante de uma recessão? Acredite, é possível. Existem técnicas e estratégias que podem ajudar a contornar essa situação e evitar que a crise entre na sua empresa.

Trouxemos no post de hoje, 5 dicas, mas temos um e-book completo e gratuito com conselhos práticos para você crescer durante a crise. Depois de ler nossas dicas, clique aqui e baixe o documento completo.

1 – Entenda qual é a real situação da empresa

Mantenha a calma, o foco, e organize a casa! Seja crítico e faça um diagnóstico financeiro preciso da sua empresa. Corte gastos, evite desperdícios, analise o tempo da sua equipe e tente extrair o máximo de produtividade. Mas lembre-se que os cortes não podem influenciar na sua entrega. Afinal, não é o momento certo para perder clientes, certo? E não esqueça dos seus fornecedores. Analise os contratos e encontre brechas que possam possibilitar a renegociação de valores.

2 – Faça um planejamento estratégico

Planejar é traçar um caminho entre o desejo e a realização. Você concorda? Você quer atingir suas metas? Então, você precisa focar sua energia e atenção para ações que levem a sua empresa na direção que você deseja ir e não naquela que fatores externos, como a recessão, te induzem a ir.

E o planejamento estratégico é isso: uma sequência de metas executadas por uma empresa para focar naquilo que realmente interessa. As principais etapas de um projeto saudável para uma empresa são: divergência, síntese, construção analítica, visão compartilhada, direção compartilhada e priorização das áreas chaves de resultados.

Veja no e-book completo com funciona cada etapa!

3 – Construa um planejamento financeiro  

Planejamento financeiro e organização fazem toda a diferença na busca por alternativas para conter os gastos e, também, para crescer. Existem alguns pontos interessantes para micro e pequenas empresas em um cenário econômico como o que estamos enfrentando agora. Então, avalie seus gastos fixos e corte os desnecessários. Para isso é importante manter um controle sobre todas as despesas (fixas e variáveis). Estabelecer um calendário ou uma tabela com metas mensais pode ajudar no controle.

Quais são seus objetivos financeiros? Até onde você pretende chegar? Defina metas; invista em ações para aumentar a sua renda; não se descuide do fluxo de caixa; não faça dívidas e respeite o orçamento; fique de olho na concorrência; tenha uma visão abrangente de todos os departamentos.

4 – Seja criativo: invista em marketing!

Estimule a sua criatividade e a dos seus colaboradores. Este é o momento de abrir a mente para novas ideias. O que ainda não foi entregue para o cliente que pode agregar valor ao seu produto/serviço?

Não caia na armadilha de reduzir seu investimento em marketing porque as vendas não estão altas. Agora é a hora de investir mais na comunicação para atrair mais clientes e fidelizar os antigos.  Sete em cada dez pequenos negócios apostam na tríade “propaganda, variedade de produtos e redução de preços” para atravessar a crise. Esses dados foram compilados pelo Sebrae com cerca de seis mil empresários, incluindo, microempreendedores individuais. Para 38% dos entrevistados, investir em propaganda e marketing é o caminho para não naufragar nesse momento.

5 – Aprenda a vender na crise

Algumas estratégias podem ajudar a aumentar as vendas no período de crise. O primeiro passo é ser realista e fazer as contas. Se antes sua empresa vendia 100 mil itens e agora vende 70 mil, esses dados devem ser levados em conta na hora de reduzir a produção ou quantidade destinada a cada fornecedor.

Analise a carteira de clientes e veja qual a melhor forma de vender mais de acordo com determinadas características. Crie estratégias para fidelizar os clientes e conceda vantagens para parcerias. E não esqueça de qualificar a sua equipe. Lembre-se que cliente bem tratado volta sempre. Então, mantenha seus colaboradores motivados, crie condições para bater metas e premie o sucesso.