Como abrir uma fábrica de sapatos

Conhecer o mercado de calçados é o primeiro passo para quem quer abrir uma fábrica de sapatos. É a forma de identificar oportunidades, mas também de entender o funcionamento do setor. Comece acessando informações de entidades como a Abicalçados (Associação Brasileira das Indústrias de Calçados). Outra dica é visitar polos calçadistas para ter contato com fabricantes e revendedores. No Brasil, Franca (SP) e Novo Hamburgo (RS) são os mais importantes. Mas em cada estado é possível identificar cidades que tenham o ramo calçadista como destaque em sua economia.

Em Santa Catarina, por exemplo, São João Batista continua se sobressaindo com 130 empresas atuando no setor. Nas visitas aos polos, o futuro dono da fábrica de sapatos poderá conhecer a atuação integrada entre concorrentes. Ou seja, o setor trabalha de forma articulada, contando inclusive com o apoio do Sebrae. São firmadas alianças estratégias para a busca por crédito ou para a participação conjunta em eventos. Ou mesmo a criação de catálogos unificados para vendas para outros mercados no Brasil e até no exterior.

fábrica de sapatos

Prepare-se para abrir a fábrica de sapatos

Antes mesmo de abrir a fábrica de sapatos também é importante acompanhar as tendências em termos de produtos. Ver o que está sendo feito, projetado e ganhando destaque no varejo. A forma de fazer isso é participando das feiras do setor. É um termômetro visitar a Couromoda e a Francal, as duas maiores do mercado calçadista brasileiro.

A dica é montar um calendário com as feiras. Se não puder comparecer in loco, acesse os sites dos eventos para acompanhar o que foi apresentado e discutido. Essas feiras reúnem expositores da indústria e atraem visitantes lojistas. O contato com quem já está no mercado ajuda a dar uma dimensão das necessidades para um bom trabalho. E também alerta para possíveis “pedras no sapato”, como a conquista de revendedores para seus produtos.

Nesta fase pré-abertura da fábrica de sapatos também busque capacitação. Aprenda sobre gestão de estoque, perfil do colaborarprazos e entregasmarketing e técnicas de venda. Também é um momento para avaliar suas características de empreendedor, levando em conta as informações colhidas sobre o mercado. Estudar design para o setor calçadista também é um item importante na agenda do dono da fábrica de sapatos.

A escolha do mercado e da matéria-prima

Conhecendo o mercado você tem maiores chances de vencer o desafio de abrir sua fábrica de sapatos, e  desenvolver o seu plano de negócio. Na escolha de mercado você poderá decidir que produtos fabricar, se  calçados femininos e infantis, chinelos de borracha, rasteirinhas, sapatos de couro e sintéticos e tênis. Ou ainda pode decidir atuar em um nicho de mercado, como uma fábrica de sapatos ecológicos ou calçados para o setor de construção civil.

Definido o mercado, você deve escolher qual será a matéria-prima principal dos produtos da fábrica de sapatos. Isso impacta em custos também com maquinário e no próprio layout do chão de fábrica. A escolha da matéria-prima deve ser baseada em tendências, mas também no retorno sobre investimento.

Calçados feitos com material sintético têm maior produtividade, mas menor valor agregado. O couro ainda exige mais a presença do profissional. É mais artesanal e, por isso, mais demorado de ser produzido, apesar do valor de venda mais alto.

Sapatos femininos pedem mais tecnologia para agregar detalhes que dão um toque diferenciado ao produto. Já os calçados masculinos quase não tem variação. Por isso o processo de produção na fábrica de sapatos tende a ser mais padronizado e, por consequência, mais produtivo.

Como estruturar a fábrica de sapatos

A estrutura da fábrica de sapatos precisa ser ampla para atender as etapas da produção de calçados. Do design e modelagem ao acabamento, passando pelo corte, costura, montagem e solado. A fábrica deverá contar com local para recepção de matéria-prima, almoxarifado e depósito para produtos acabados. Também são necessários locais para cortes, montagem, supervisão e embalagem. Além do setor de expedição de mercadorias e toda infraestrutura para funcionários (banheiros, vestiário com ducha e refeitório).

Também é importante avaliar a questão da mão de obra. Há quem veja uma geração de profissionais envelhecendo sem substituição. No ramo de sapatos de couro isso é muito forte pelo trabalho artesanal envolvido. A lista de funções numa fábrica de sapatos inclui sapateiros, pespontadores, modelador e cortador. Além desses, pessoal na expedição e no administrativo.

O investimento depende do tipo de produto que será fabricado. Mas estima-se que o investimento com maquinário para uma fábrica de sapatos de médio porte gire em torno de R$ 200 mil a R$ 250 mil. Para a formalização, é recomendado procurar um contador para providenciar o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. Também é necessário fazer o cadastro na Junta Comercial do município e solicitar as licenças e alvarás de atuação junto à Prefeitura e ao Corpo de Bombeiros.

Check-list para a abertura da fábrica de sapatos

Qual a localização da fábrica?
Qual o mercado quer atender?
Qual a área total da fábrica?
Será um galpão próprio ou alugado?
Qual o número de funcionários?
Quais são as despesas gerais e totais?
Quais os tributos que a fábrica de sapatos precisa pagar?
Quanto custa a compra da matéria-prima?
Qual o investimento em marketing para a colocação dos produtos no mercado?
Qual o preço de venda do produto?
Como será a relação com os revendedores?
Qual a estimativa de produção?
Quais registros e licenças são exigidos?
Qual a estimativa de faturamento e de lucro?
Quais as máquinas necessárias para a produção?
Quantas máquinas de corte são necessárias?
Quantas máquinas de custura são necessárias?
Como será a logística para entrega dos produtos?

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário. Saiba mais sobre Como criar um produto de interesse do mercado neste curso online disponível no Portal de Atendimento do Sebrae.

loja_virtual_para_pequenas_empresas

Deixe seu comentário