Como sair do vermelho: dicas de finanças para começar bem o ano

O mês de outubro de 2017 registrou um número recorde de Microempresas e negócios de Pequeno Porte em situação de inadimplência no país. O levantamento realizado pela empresa Serasa Experian, indica que em comparação ao mesmo período de 2016, em 2017 houve um crescimento de 12,5% de organizações inadimplentes. Ao todo são 4,9 milhões de empreendimentos, sendo que 45,6% são de serviços, 45,2% comérico e 8,8% indústrias. Em meio a crise financeira, resta o questionamento: como sair do vermelho?

como sair do vermelho

Para descobrir a razão da inadimplência da organização, os gestores podem aplicar um diagnóstico empresarial, que consiste em avaliar a organização a partir de questionamentos focados nas principais áreas do negócio como finanças, equipe e comercial. Como todos os setores dependem da gestão e organização financeira, é possível que gastos excessivos de uma área provoquem dividas – por isso, é necessário avaliar os diferentes pilares de um empreendimento.

Algumas perguntas que podem ser realizadas são:

  • Como está o fluxo de caixa da empresa? Há o registro e análise adequada de entradas e saídas?
  • A organização tem um planejamento contábil? Qual o regime adotado?

  • O preço de venda dos produtos e serviços é adequado? Quais são os custos indiretos da mercadoria?
  • Como está a produtividade da equipe?
  • Como é avaliação do negócio pelos clientes?

Na aplicação do diagnóstico empresarial, outros pontos são abordados. É importante que ao avaliar a organização, os gestores busquem ser isentos e não relacionar questões pessoais com problemas internos do negócio. No artigo Gestão financeira: 7 erros que colocam em risco as finanças dos MEIs, apresentamos pontos que devem ser considerados em todo empreendimento.

Mas afinal, como sair do vermelho?

Após identificar os fatores que estão gerando a crise financeira é hora de agir (e rápido). O acúmulo de dívidas, como todos sabem, gera juros e pode provocar situações indesejadas. As empresas em situação de inadimplência devem buscar meios de diminuir os gastos e ampliar as receitas do negócio – evitando ao máximo, demitir funcionários e colaboradores da organização.

É importante destacar esse ponto, pois muitos gestores creem que realizar cortes na equipe é a única forma de ampliar a receita da empresa. Porém, além dos gastos com a demissão de cada funcionário, a perda de talentos pode ser fatal para o empreendimento. Com a redução de trabalhadores, há o acúmulo de atividades que sobrecarregam os demais colaboradores.

Uma sugestão de como sair do vermelho é negociar com os fornecedores dos produtos, valores mais acessíveis e melhores condições de pagamento. A renegociação de débitos é recomendada, contudo é necessário estar atento aos prazos e taxas de juros estabelecidos.

Atenção: O Comitê para Gestão da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (CGSIM), ampliou o prazo para que os MEIs inadimplentes regularizem os débitos atrasados e o  CNPJ junto à Receita Federal. O limite é o dia 23 de janeiro de 2018. Saiba mais aqui.

Vale lembrar que em crises financeiras, deve-se evitar a realização de empréstimos. O crédito, tal como abordado no artigo Empréstimo para MEI: conheça as vantagens e riscos, deve ser buscado em situações que rendam retorno financeiro para a empresa – como uma forma de investimento, e não para cobrir dívidas.

Aumente a receita

O crescimento no número de vendas é uma das formas ideias para aumentar o faturamento do negócio. Nesse sentido, é importante avaliar se o valor dos serviços e mercadorias está adequado com o mercado e com os gastos de produção. Aumentar ou reduzir o preço do produto com promoções contínuas, pode não ser a solução ideal. Trata-se, na verdade, de analisar os fatores que têm influenciado as vendas, como a qualidade do serviço, o valor agregado, etc.

Investir na melhoria dos serviços e infraestrutura em momentos de crises financeiras, pode ser arriscado. Pense em maneiras acessíveis de atrair e fidelizar mais clientes. Um atendimento personalizado, campanhas que gerem engajamento nas redes sociais,  eventos colaborativos e etc. A chave é inovar e desenvolver ações que aumentem a visibilidade do negócio.

Capacitação

Uma questão fundamental para evitar dívidas e começar bem o ano é buscar capacitações sobre gestão financeira. Em nosso Portal de Atendimento oferecemos diferentes materiais para leitura como os eBooks Expansão: o modelo certo para a sua empresa crescer, e Como organizar as finanças sem dor de cabeça?. O Sebrae SC também oferece vários cursos gratuitos como Gestão de Custos e Controles Financeiros.

Acompanhe o Blog do Sebrae e aprenda mais sobre gestão financeira e aspectos fundamentais para o sucesso do seu negócio.

selhos_praticos_para_crescer_durante_crise