Crescimento do e-commerce no Brasil: por que obter um negócio online?

shutterstock_593379557

O e-commerce no Brasil obteve um faturamento de R$ 21 bilhões só no primeiro semestre de 2017. Isso mostra que os consumidores estão optando por mais autonomia e comodidade para comprar.

As principais vantagens de escolher o e-commerce são:

  • Economia operacional: o pequeno negócio apresenta menores custos com estoque, comissão de vendedores e etc.
  • Metrificação: estando em um ambiente digital, torna-se mais fácil mensurar as campanhas de marketing sobre os produtos.
  • Comodidade: o empresário pode cuidar da empresa de qualquer lugar, devido à ausência de um espaço físico.
  • Diversidade de produtos: o empreendedor pode adotar uma estratégia que ofereça variedade de opções ao consumidor.
  • Alcance: não há uma barreira física que limite quem pode comprar.
  • Disponibilidade e praticidade ao consumidor: o seu cliente pode comprar em qualquer horário do dia, em qualquer dia da semana. Além de não precisar sair de casa. O consumidor também possui maior autonomia para decidir a forma de pagamento do produto.

O e-commerce no Brasil cresceu 7,5% no primeiro semestre de 2017, em relação ao primeiro período de 2016. O aumento da venda de smartphones é um dos principais motivos para o crescimento do setor, representando 35,9% a mais nas vendas.
Apesar do crescimento, ainda existem erros comuns cometidos pelos empresários ao lançar sua loja online. São eles:

  • Não efetuar um planejamento das ações. Isso inclui começar um e-commerce sem uma lista de objetivos, metas e estratégias.
  • Não ter uma segmentação de mercado. Vender vários produtos num lugar só, não garante mais vendas. Isso porque o consumidor não sabe exatamente o que vai encontrar no seu site e ele precisa ter essa clareza ao procurar.
  • Processo de compra confuso. Para que o cliente saia do seu e-commerce satisfeito e recomendando o seu produto, é necessário que o site seja rápido, e que o processo de compra seja intuitivo. Consulte profissionais que realizem um trajeto mais adequado e que encurte etapas.
  • Não ter um bom atendimento ao cliente. Sua loja precisa de profissionais que atendam de forma rápida e esclarecedora às dúvidas dos consumidores.
  • Não investir em design é um dos erros mais comuns. A aparência e a usabilidade do site são fundamentais para inspirar credibilidade e satisfação na conversão do cliente.
  • Poucas opções de pagamento. Ofereça uma variedade de formas para que o cliente efetue a compra.

Alimentos e bebidas no e-commerce

O setor é responsável por 2,4% do faturamento do comércio eletrônico no país e por 4,6% do volume de pedidos.
A maioria dos consumidores de alimentos e bebidas online são mulheres, com idade entre 25 e 34 anos. Os principais desejos dos consumidores giram em torno de compras a pronta-entrega, experiência de serviço completo com agilidade e ótimo atendimento, entre outros.
Veja mais dicas com as estratégias que todo empresário deve adotar no seu e-commerce e aproveite para se inspirar com os cases de sucesso do Relatório de Inteligência do SIS/SEBRAE sobre Comércio Varejista. Baixe gratuitamente aqui!