Franquias: o que você precisa saber para abrir a sua

Se você tem vontade de começar um negócio, talvez você já tenha pensado em abrir franquias. A praticidade de colocar no mercado um negócio conhecido gera mais segurança e conforto para o empreendedor. Mesmo assim, é necessário atentar para alguns pontos e ter cuidados específicos para fazer um investimento consciente e rentável.

Mesmo em um cenário economicamente desfavorável, o setor de franchising no país foi um dos setores que se manteve com resultados positivos. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, o setor cresceu 5,1% no primeiro trimestre de 2018 comparado com o mesmo período do ano passado. Em 2017, o franchising cresceu 8% em relação ao ano anterior, faturando mais de R$ 163 bilhões.

franquias

Como em outros mercados, as franquias têm suas especificidades, vantagens e desvantagens. Por se tratar de um negócio já estruturado, é comum pensar que haverá menos imprevistos ou problemas a serem solucionados. É importante desmistificar essa ideia, pois o franqueado deverá estar comprometido ao negócio e dedicar-se para garantir o respeito às cláusulas contratuais e torná-lo rentável. Sobre esse último ponto, cabe lembrar que muitas franquias fecham pela má administração financeira dos donos e gestores.

Por este motivo, é imprescindível que o empreendedor analise cuidadosamente os aspectos que envolvem a abertura de franquias, principalmente as condições legais. A Lei 8.955 de 1994 regulamenta as atividades, direitos e deveres das franquias e dos franqueados.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, entre as responsabilidades dos franqueados podemos destacar:

  • estar presente no dia-a-dia de seu negócio e gerenciar sua equipe;
  • realizar os investimentos necessários para a manutenção do negócio;
  • cumprir o formato de instalação e de operação determinados pela empresa;
  • participar, com aproveitamento, de todo o programa de treinamento do franqueador;
  • gerenciar a unidade franqueada do ponto de vista operacional e administrativo;
  • realizar a encomenda de matérias-primas e insumos para reposição de estoque;
  • acatar todas as instruções e determinações do franqueador no que tange às instalações, equipamentos e operação da atividade e controles;
  • manter sigilo das normas e padrões operacionais adotados, ou seja, de todo o know-how e tecnologias desenvolvidas ou adotadas pelo franqueador;
  • efetuar o pagamento das taxas na periodicidade e nos valores estabelecidos contratualmente.

Dicas para tirar sua franquia do papel

Existem vários perfis de empreendedores que se interessam pelo sistema de franchising, desde os investidores mais experientes até os de primeira viagem. Por isso, é importante conhecer os principais pontos que influenciam na abertura de uma franquia de sucesso.

  1. Propósito do negócio alinhado ao seu

Alguns negócios sazonais costumam chamar atenção pela alta procura, levando as franquias a obterem maior demanda, tanto pelos clientes quanto pelos franqueados. Apesar disso, é importante pensar em negócio que você se identifique. Escolher um ramo que esteja de acordo com seu propósito irá facilitar o processo de adaptação aos procedimentos e evitará possíveis frustrações, diminuindo os riscos de perder o investimento.

Lembre-se: você será responsável pelo treinamento da sua equipe em casos de rotatividade ou troca de funcionários, pelas encomendas de fornecedores, gerenciamento de estoque e atendimento ao consumidor. A maioria das franquias oferece um treinamento inicial, mas depois a responsabilidade de administrar o negócio será totalmente do franqueado.

  1. Escolha do ponto e locação do imóvel

Outro ponto que exige atenção é o imóvel escolhido para sediar a franquia. Algumas empresas ajudam o empreendedor a escolher um bom local. Se esse não for o seu caso, procure regiões com bom fluxo de pessoas e verifique se o imóvel se encontra em uma zona compatível com o ramo de atuação da empresa. Caso contrário, não será possível obter o alvará de funcionamento.

Na hora de fechar o contrato do aluguel do imóvel, o ideal é determinar um prazo de cinco anos — que também é a duração da maioria dos contratos com as empresas franqueadoras.

Dica: a renovação do contrato para os locadores que estiverem em dia com as despesas e obrigações é prevista em lei. Se necessário, realize a renovação do contrato antes de encerrar o prazo de vigência para ter esse direito.

  1. Conheça o mercado

Estar por dentro do setor que você pretende atuar é um processo fundamental para analisar o potencial do empreendimento e avaliar os possíveis riscos ao negócio. Utilize a inteligência de mercado ao seu favor para antecipar cenários e situações possíveis para evitar prejuízos ou mesmo para estar um passo à frente da concorrência.

Além disso, você pode conversar com pessoas que já são franqueadas da empresa para entender melhor quais os principais pontos positivos e negativos. Enquanto mais você souber sobre a franquia que pretende escolher mais fácil será decidir se ela será o negócio certo para você ou não.
Acesse nosso Blog e confira mais conteúdos sobre empreendedorismo e inovação. No Portal de Atendimento você encontra uma série de materiais educativos para realizar o sonho de abrir o próprio negócio e impulsionar seu faturamento. Não deixe de conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *