Marketplace ou e-commerce: qual o melhor para o seu negócio?

Muitos empreendedores têm apostado na internet para aumentar suas vendas. Não só com estratégias de marketing digital, mas também com o investimento em marketplace e e-commerce. E com razão: os dois setores estão apresentando constante crescimento no país e no mundo. Mas você sabe quais as vantagens e qual deles se encaixa melhor para o seu perfil?

marketplace

Se o comércio varejista tem se recuperado aos poucos do cenário econômico desfavorável, o comércio virtual quebrou a barreira da recessão e apresentou um desempenho positivo nos últimos anos. Em 2017, o marketplace no Brasil teve um faturamento de R$ 73,4 bilhões, representando um crescimento de 21,9% em relação ao ano anterior.

O e-commerce não ficou para trás. Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o setor teve um faturamento de R$ 59,9 bilhões em 2017, com um aumento de 12% comparado à 2016. Para este ano, a expectativa é que o crescimento dos e-commerces no Brasil chegue a 15%.

Você está interessado em ingressar nesse ramo? Sabe como decidir qual a melhor opção para a sua empresa? Neste artigo iremos explicar quais as diferenças entre e-commerces e marketplaces, quais as vantagens e desvantagens de cada um. Continue acompanhando o artigo.

Qual a diferença entre marketplace e e-commerce?

Para entender melhor as diferenças entre os dois modos de vendas pela internet e escolher qual modelo é o mais indicado para cada realidade, é necessário entendermos primeiro o conceito de cada um deles.

O marketplace se refere às plataformas que possibilitam o encontro de vendedores com compradores, com o objetivo de efetuar a negociação e converter as vendas. Você pode imaginá-lo como um grande centro comercial, onde há uma variedade de lojas oferecendo diversos produtos e serviços. A única diferença é que esse centro comercial está em uma página da internet — e, geralmente, na palma da mão dos consumidores.

Já o e-commerce é uma loja virtual exclusiva de uma determinada marca, onde efetuará a exposição dos seus produtos a fim de converter as vendas. A criação de um e-commerce demanda mais esforço e investimento de recursos, já que o empreendedor será a única pessoa responsável pelo desenvolvimento e manutenção da loja virtual, bem como pelo sistema de pagamentos e informações pessoais dos clientes.CTA_criar_negocios_na_web

No marketplace quem se preocupa com as questões mais técnicas e operacionais do sistema é a própria provedora da plataforma. O vendedor será usuário da ferramenta, anunciando seus produtos e responsabilizando-se pelas informações da publicação e entrega das mercadorias.

Importante: no Brasil, a maior e mais tradicional ferramenta de marketplace é o Mercado Livre. Com mais de 154 milhões de usuários registrados na América Latina e aproximadamente 6 vendas por segundo, a empresa se consolidou como líder do segmento aqui no país.

Concorrência: vantagem do e-commerce é ser exclusivo

Nas duas modalidades de vendas você irá encontrar concorrência, mas é importante destacar que, ao optar pelo marketplace, os produtos concorrem diretamente entre si e são mostrados lado a lado, possibilitando ao consumidor comparar as qualidades, defeitos, preços e custo benefícios de ambos os produtos.

Como o e-commerce é uma loja exclusiva da marca, a chance de conversão de vendas para as pessoas que acessaram a sua loja virtual é maior, pois, geralmente, o consumidor já sabe o que os produtos que ela irá encontrar serão da sua marca.

Lembre-se: independente da modalidade de vendas que você escolher, é importante criar meios para se destacar da concorrência e agregar valor ao seu produto ou serviço. Neste caso, você pode pensar em alternativas de logística empresarial e inteligência de mercado.

Visibilidade: marketplace atrai grande fluxo de visitantes

Sabemos que atrair visitantes para sua página pode não ser uma tarefa fácil. O marketing de conteúdo pode ser uma ferramenta bastante eficaz para aumentar o tráfego de internautas, mas essa estratégia deve ser pensada à longo prazo.

Se você procura ter maior alcance e visibilidade, principalmente se você ainda não tem um negócio virtual ou está no início do processo, o marketplace pode ser uma alternativa mais eficaz. O marketplace, principalmente os mais conhecidos, tem grande volume de acessos e irá ajudar a chamar atenção para sua marca e ganhar a confiança dos clientes.

E aí, ficou com alguma dúvida de qual ferramenta utilizar para suas vendas online? Compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e sugestões. Em nosso Blog você encontra uma série de artigos sobre empreendedorismo e inovação. O Portal de Atendimento oferece materiais e cursos para você aprender cada vez mais e alavancar seu negócio. Não deixe de conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *