O setor de Economia Digital 2018-2020

Economia digital é um conceito muito empregado atualmente, mas vale lembrar que ele não está só de passagem. A Era Digital transformou relações, métodos produtivos e também a economia. Nesse cenário, a inovação não tem limites e seu vertiginoso crescimento abre portas para uma infinidade de possibilidades.

economia digital

Baseando-se em conectividade, segurança da informação e excelência na execução, a digitalização da economia é responsável por uma boa parte das riquezas produzidas no Brasil. Segundo um estudo recente da Accenture, a expectativa é que a economia digital seja responsável por 25,1% do PIB brasileiro em 2021, enquanto em 2016 essa fatia foi de 22%.

A base da economia digital

A economia digital é baseada em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), que abrangem os seguintes setores:

Tecnologia da Informação (TI):

  • Indústria (Hardware) – contempla a fabricação de equipamentos de informática e periféricos, produtos eletrônicos e ópticos, mídias e equipamentos de comunicação;
  • Software e Serviços de TI – são as atividades dos serviços de tecnologia da informação, tratamento de dados, hospedagem na internet e outras atividades relacionadas;

Telecom (C):

  • Inclui as áreas de telecomunicações por fio, sem fio ou por satélite, operadoras de televisão por assinatura e outras atividades relacionadas.

Em 2017, o mercado mundial de TIC (TI + Telecom) somou US$ 3,55 trilhões, sendo US$ 2,07 trilhões somente o mercado de TI (hardwares, softwares e serviços), de acordo com o estudo anual da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software), realizado em conjunto com a consultoria IDC.

Devido a esses números expressivos, o Sistema de Inteligência Setorial do SIS Sebrae/SC desenvolveu um estudo que te ajuda a se preparar para o futuro – e por que não dizer para o presente?

O setor de economia digital 2018-2020

Diante da relevância, o SIS/Sebrae desenvolveu um estudo focado no setor de tecnologia da informação (TI), mais especificamente nos segmentos de software e serviços de TI.

Foram elaborados três cenários possíveis com indicações de como o mercado e suas principais variáveis poderão se comportar. Além disso, saiba como os empreendedores poderão agir em cada situação.

Tenha acesso a informações como:

Cenário 1: Competitividade impulsionada por um ambiente de negócios favorável

Em um cenário mais positivo, diversos fatores tendem a impulsionar a economia, gerando maiores investimentos em inovação e tecnologia nos diversos setores que ainda podem ampliar seu desenvolvimento tecnológico.

  • A queda contínua da taxa Selic, com o melhor índice histórico esperado para 2020 (5,8% em 2018, 5,6% em 2019 e 5,4% em 2020), trará fôlego ao setor;
  • Com juros baixos, o consumidor geral se sentirá mais compelido a realizar empréstimos e financiamentos, investindo em produtos e serviços do setor de tecnologia.

Cenário 2: Ambiente de negócios neutro com lento aumento da competitividade

As condições econômicas neste cenário estarão em recuperação. Haverá possibilidade de redução das taxas de juros e do aumento da renda familiar e do salário mínimo.

  • O aumento da taxa de câmbio (R$ 3,63 em 2018, R$ 4,01 em 2019 e R$ 4,40 em 2020) estará puxando a economia para baixo por meio de seus impactos negativos no consumo doméstico;
  • Em contrapartida, a alta na taxa provocará um aumento nas transações de exportações do setor, com maiores lucros advindo da valorização do dólar frente ao real.

Cenário 3: Ambiente de negócios desfavorável com impactos negativos na competitividade

Este é o cenário mais pessimista. Espera-se um ambiente de negócios desfavorável, com baixo investimento em PD&I, e baixíssima adoção de novas tecnologias para impulsionar o setor.

  • Com os maiores índices de desemprego desde 2003, este cenário oferecerá dificuldade ao crescimento das empresas;
  • A taxa crescente de desemprego (17,51% em 2018, 18,60% em 2019 e 19,75% em 2020) sinalizará um momento de dificuldade na economia brasileira. E com menos brasileiros empregados, o consumo doméstico também diminui, o que impactará nas vendas das empresas de diferentes setores. 

Quer conhecer os detalhes sobre os três cenários e entender como a economia digital pode se desenvolver no período de 2018 a 2020? Confira o potencial do mercado do segmento de software e serviços de TI para esses diferentes cenários aqui.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *