Retenção de talentos: como fazer em sua microempresa

Muito mais do que números, as empresas são formadas por pessoas. Por isso, investir na valorização dos profissionais é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Uma estratégia de retenção de talentos potencializa o resultado de companhias de todos os tamanhos. Afinal, equipes motivadas produzem mais e contribuem para o aumento da satisfação do cliente.

retenção_de_talentos

Além disso, um processo bem conduzido evita gastos desnecessários. Um exemplo são os treinamentos constantes em razão da troca de colaboradores. A alta rotatividade é um dos fatores que mais prejudicam o desenvolvimento de uma empresa.      

Um passo importante para atrair e engajar funcionários é adotar uma política transparente. Envolvê-los em negociações decisivas e deixar claro qual seu papel na organização são práticas recomendadas. O profissional precisa saber de sua importância dentro da equipe. Em um momento em que as relações de trabalho têm passado por profundas transformações, essa atitude faz ainda mais sentido.

Nesse cenário, as microempresas estão um passo à frente. Com estruturas menores, conseguem manter um relacionamento mais próximo entre as lideranças e os colaboradores. Portanto, aproveite essa vantagem para entender as necessidades de cada membro de sua equipe.  

Estratégias de retenção de talentos

O caminho para retenção de talentos começa ainda na contratação de funcionários. O processo seletivo é o momento ideal para esclarecer aos candidatos os propósitos da empresa e avaliar qual o perfil ideal para aquela vaga.

Alguns pontos que devem ser observados nesta etapa são:

  • tenha atenção ao desenho do cargo. Descreva as atribuições e responsabilidades de forma clara e objetiva. Quanto mais detalhes, mais fácil identificar o perfil ideal para aquela função;
  • explique ao candidato quais são os objetivos e as expectativas da empresa caso ele seja contratado;
  • é importante que o futuro funcionário conheça as possibilidades de desenvolvimento e crescimento dentro da organização.

Atitudes como essas evitam possíveis ruídos de comunicação no futuro. Neste eBook, o Sebrae Santa Catarina reúne outros pontos que devem ser analisados no recrutamento.  

Após a contratação, um plano de integração é fundamental. O funcionário precisa conhecer não apenas a empresa, mas as pessoas e qual o papel de cada uma dentro da organização. Nos pequenos negócios essa é uma prática ainda mais importante. Uma dica é oferecer uma cartilha de orientações sobre as diretrizes da empresa.  

Com os colaboradores já contratados e ambientados, como mantê-los sempre engajados? Há alguns fatores que pesam nessa decisão:

  • remuneração: nem sempre o melhor salário é o fator-chave para a retenção de talentos. Um bom ambiente de trabalho e perspectivas claras de crescimento podem ser mais importantes nessa balança;
  • autonomia: alimente a criatividade de sua equipe e crie um ambiente em que as diferentes competências sejam aproveitadas;
  • plano de carreira: formule um plano de remuneração atraente, com regras claras de promoção e desenvolvimento;
  • treinamento: ofereça cursos e oportunidades de aprendizado. A capacitação é fundamental;
  • reconhecimento: estimule o diálogo e a troca de ideias. As críticas devem sempre vir acompanhadas de algum aprendizado; já os acertos devem ser comemorados.

Avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho é um ótimo recurso para saber quais funcionários são essenciais para a empresa. Dessa forma, é possível desenhar estratégias para manter os melhores talentos.

Com o resultados em mãos, fica mais fácil identificar as fraquezas e forças de cada um e oferecer um feedback adequado. Essa ferramenta é um ótimo termômetro para perceber quando é hora de uma promoção. Uma dica é oferecer benefícios atrelados à performance de cada membro da equipe.   

Mas lembre-se que esse processo deve ser feito com a máxima transparência. A comunicação interna é fundamental. Os funcionários devem estar cientes dos critérios de avaliação, quais são os objetivos e como serão analisados os resultados. É importante ainda que o avaliador reserve um tempo para discutir o plano de carreira individualmente, conhecendo as aspirações e sonhos profissionais de cada membro da equipe.

Tem interesse em saber mais sobre gestão e planejamento de pequenos negócios? Então acesse o Blog do Sebrae Santa Catarina. Nosso Portal de Atendimento também conta com uma série de materiais de apoio para leitura. Você ainda pode tirar dúvidas sobre esse e outros assuntos por meio de uma consultoria online gratuita.

contrato de cessão de quotas

Deixe seu comentário