Alimentação Infantil: mercado exige criatividade e responsabilidade

20190304-SIS-BLOG-Alimentação-Infantil

Sabemos a dificuldade que pais e educadores têm quando o assunto é oferecer uma alimentação saudável e de qualidade para as crianças. E os desafios também se expandem para quem empreende no setor de alimentação infantil.

O primeiro passo para ser bem-sucedido nos negócios, é conhecer os comportamentos que influenciam neste segmento, são eles que apontam os caminhos mais favoráveis para seguir na hora de empreender.

Baixe nosso relatório de inteligência e confira os desafios e oportunidades deste mercado.

CRIANÇA SEGUE EXEMPLO

Criança segue os exemplos dos adultos e com a alimentação não é diferente. Os paissão os grandes provedores e responsáveis pelas escolhas alimentares dos pequenos. Sendo assim, analisar o comportamento dos adultos é fundamental para traçar estratégias para o público infantil. Mas existem outros fatores que têm influenciado no mercado de alimentação infantil, como por exemplo:

– Busca por uma alimentação mais saudável.

O aumento da procura por produtos mais saudáveis reflete uma maior conscientização da população na busca por uma melhor qualidade de vida e no combate aos índices de sobrepeso e obesidade.

– Alimentação infantil é visual

Aquela história de comer com olhos é verdadeira e funciona muito bem no universo infantil. A alimentação faz parte do aprendizado e desenvolvimento das crianças. Mas atenção, além do apelo visual, é importante que a alimentação infantil contemple outras características que são fundamentais para os pequenos como o equilíbrio de nutrientes, variedade de alimentos, cores, sabores, facilidade no consumo e segurança sanitária.

DICAS PARA QUEM QUER INVESTIR NO SEGMENTO DE ALIMENTAÇÃO INFANTIL

As possibilidades de modelos de negócios na alimentação infantil são inúmeras e requerem muitos cuidados, por isso, o ideal é contar com a contribuição de uma nutricionista na elaboração do cardápio.

Já em atendimento a serviços municipais, estaduais e federais de alimentação escolar e empresas que prestam serviços, orientação e suporte nutricional é obrigatório contar com um nutricionista.

A participação de pedagogos e psicólogos, auxiliando nas questões comportamentais, também enriquecem os negócios, visto que a alimentação infantil está ligada com o processo de aprendizado das crianças.

Conhecer modelos de negócios que são tendência e estar por dentro daqueles que sempre se reinventam também é essencial para quem está pensando em abrir um negócio neste segmento.

É por isso que o Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae/SC desenvolveu um relatório de inteligência completo, dando dicas criativas e responsáveis. Além disso, você irá conferir alguns cases de sucesso para se inspirar.

Baixe aqui o relatório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *