Indústria da moda impulsiona a economia criativa de Santa Catarina

O Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae destaca dados desse setor, um dos mais representativos do estado

20190408-SEBRAE-SC-BLOG-ModaeEconomiaCriativa-imagem

Cada vez mais em alta, a economia criativa tem aumentado sua participação na economia mundial. O setor é composto por atividades que se baseiam em ideias e na criatividade, envolvendo áreas como cultura, mídia, tecnologia e consumo. A força da indústria têxtil e de confecção em Santa Catarina, assim como a qualidade da formação de profissionais que atuam na moda criativa, colaboram para o desenvolvimento de produtos criativos de ponta a ponta (desde o projeto até sua comercialização). O setor é um dos mais representativos do estado, tendo um faturamento de US$ 12,3 bilhões em 2017.

O SIS/Sebrae elaborou um relatório que traz o panorama global, brasileiro e catarinense desse segmento, abordando principalmente o mercado da moda, que impulsiona o setor no estado.

Economia criativa no Brasil

O “Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil”, relatório da Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) de 2015, é o estudo com dados mais recentes sobre esse setor. Segundo o estudo, o PIB criativo movimentou R$ 155,6 bilhões (2,64% do PIB brasileiro). A entidade também contabilizou 239 mil estabelecimentos associados à indústria criativa no país. Outro dado relevante aponta que 851,2 mil profissionais estavam empregados, dos quais 80% estavam fora de áreas criativas e 23,4% destes atuavam em indústria de transformação.

A indústria criativa gerou 851,2 mil empregos em 2015, dos quais 376,2 mil na área de consumo (Publicidade, Arquitetura, Design e Moda), 66,5 mil na área de cultura (Expressões culturais, patrimônio e artes música e artes cênicas), 95 mil na área de mídias (Editorial e audiovisual) e 313 mil na área de tecnologia (P&D, biotecnologia e TIC).

Moda catarinense e economia criativa

– O estado gerou cerca de R$ 3,5 bilhões (2,3%) para o PIB criativo brasileiro.
– Contratou cerca de 3,5 mil profissionais criativos na área de moda (7,1% do total brasileiro para essa área).
– É o quarto estado que mais contratou profissionais criativos na área da Moda, atrás apenas de SP, RS e MG.

Santa Catarina tem potencial para se desenvolver ainda mais na indústria criativa, devido a alguns fatores. Um deles é a diversidade cultural. O estado reúne diversas etnias, com diferentes tradições e culturas. Isso permite explorar características e técnicas em produtos de moda.

A presença de uma indústria têxtil e de confecção forte também favorece a execução e disseminação das ideias criativas no país e no exterior. Outros fatores positivos são a qualidade da mão-de-obra e as políticas de incentivo ao setor no estado.

Profissionais da indústria criativa em Santa Catarina

Para o desenvolvimento da economia criativa, é necessário que profissionais sejam formados e estejam qualificados para acompanhar o mercado e desenvolver produtos alinhados às tendências de moda e de consumo. Santa Catarina conta com mais de 200 cursos de formação na indústria criativa. São mais de 50 instituições, que incluem faculdades, institutos, universidades e centros universitários. A maioria dos cursos são nas áreas de consumo (63,6%), mídias (20%), tecnologia (11,4%) e cultura (5%).

Na área de moda, as instituições formam profissionais de moda que podem atuar de diversas formas na indústria criativa, como estilista (criação de peças de confecção), designer de acessórios(criação de joias, bijuterias, calçados e bolsas), designer têxtil (desenvolvimento de estampas e tecidos), especialista em modelagem (desenvolvimento de moldes, a partir dos desenhos de estilistas) e produtor de moda (desenvolvimento de desfiles, catálogos, editoriais etc).

Iniciativas públicas

Uma das formas de desenvolver a indústria criativa no Brasil é por meio de iniciativas públicas, a partir do desenvolvimento de programas ou do investimento para impulsionar determinadas áreas. Entre elas, estão a Agência de Promoção de Exportações (Apex-Brasil) e o Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC).

Esses programas são importantes para divulgar a moda brasileira ou catarinense para o mundo, estimulando exportações de bens criativos. Além disso,eles inspiram novos talentos a atuar na área e movimentam a economia.

Mais informações

Quer acompanhar as principais movimentações do mercado sobre Moda? Estar por dentro dos eventos do setor e principais tendências? Acesse o portal de Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae.

Cadastre-se no SIS/Sebrae para receber mensalmente relatórios e boletins de inteligência que o ajudarão na orientação do seu negócio.

*Texto desenvolvido pelo jornalista Gabriel Rocha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *