Móveis planejados como oportunidade de mercado

shutterstock_625187498

O Brasil é o quinto maior produtor de móveis do mundo e o 32º que mais exporta. No entanto, o setor moveleiro enfrentou grandes desafios com o impacto da instabilidade econômica dos últimos anos. Diante disso, conheça as principais estratégias de diferenciação, principalmente com relação ao ramo de móveis planejados, um dos mais significativos no País.

Panorama geral do setor moveleiro brasileiro

  • As empresas do ramo chegaram a gerar 258,95 mil empregos diretos e/ou indiretos.
  • No total, foram faturados R$ 35,74 bilhões.
  • As Regiões Sul e Sudeste são as mais representativas em número de empresas (77,2%), de empregados (82,1%) e de faturamento (73%).
  • Quase toda a produção (96,5%) é destinada ao mercado interno.
  • Com relação às UFs exportadoras, Santa Catarina ocupa o primeiro lugar do ranking e concentra 34,6% do total nacional.

Características

Tipos de móveis

  • 67,7% móveis residenciais
  • 13,7% móveis para escritório
  • 11,8% outros (escolar, hospitalar etc.)
  • 6,8% colchões

Tipos de matéria-prima

  • 85,3% madeira
  • 8,3% metal
  • 4,2% outros materiais
  • 2,2% colchões

Desafios do setor

É importante compreender os principais desafios que afetam o setor para poder traçar estratégias eficientes e superá-los. Confira:

  • O setor ainda é muito dependente do mercado interno e sofre grandes variações quando a economia nacional não vai bem.
  • Muitos negócios são informais e/ou administrados por gestão familiar, e isso costuma ser uma barreira para avanços e modernizações na empresa.

Fatores imprescindíveis para diferenciação

Diante dos dados e desafios apresentados, é nítido observar que as empresas precisam unir esforços para manter a qualidade, fator básico de qualquer negócio, e buscar diferenciais por meio de inovação. Neste mercado, alguns pontos precisam de atenção especial.

  • Desenvolvimento de produto: contrate profissionais qualificados para identificar as novas necessidades do mercado, visite feiras e exposições, estimule a sua equipe a incorporar a cultura da inovação, pense fora da caixa e teste materiais.
  • Fornecedores: negocie valores, quantidades e prazos de entrega. Tenha um plano B e evite ficar dependente de apenas um fornecedor.
  • Divulgação: Tenha um bom relacionamento com os formadores de opinião do setor e pense em maneiras de tê-los como aliados. Atualize o seu showroom com frequência e pense em maneiras de atingir vários tipos de público.
  • Venda: dê atenção especial a este momento e forneça ao cliente o máximo de informações possíveis. Verifique a possibilidade de comercializar seus móveis, ou os complementos deles, via e-commerce. Hoje em dia, produtos de “casa e decoração” ocupam a segunda posição no ranking dos mais vendidos no Mercado Livre.
  • Pós-venda: talvez seja um dos maiores pontos fracos do setor. Contrate profissionais de entrega e montagem capacitados, que sejam cuidadosos e organizados.

Confira mais dicas sobre móveis planejados com o relatório de inteligência competitiva do SIS Sebrae e prepare-se por completo para o mercado! Baixe aqui, é grátis!