Postos de combustível: oportunidades e como funciona

Além de ser um local no qual os clientes buscam abastecer seus automóveis, um posto de combustível agrega, hoje, uma série de produtos e serviços com as franquias e demais estabelecimentos que ali se instalam. Pode tornar-se, portanto, um espaço plural, aumentando as possibilidades de retorno do investimento.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas de como montar um posto de combustível, como funciona e as oportunidades que podem ser exploradas nesse segmento.

posto de combustível

 

Posto de gasolina: como montar um?

De acordo com dados do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro), estima-se que o investimento inicial para montar um posto de gasolina é alto: cerca de R$ 1 milhão ou menos. Tudo irá depender se sua intenção é montar um novo espaço, do zero, ou utilizar a estrutura de algum posto desativado, e da localização: se em área urbana ou rodoviária.

De qualquer forma, alguns pontos devem ser considerados para alcançar o sucesso da empreitada:

Localização

Considerado o fator mais importante na abertura de um posto de combustível, o local onde se pretende instalar o seu deve ser bem planejado. Isso porque determinadas atividades econômicas são regulamentadas e previstas no Plano Diretor Urbano (PDU) da cidade escolhida. Nesse caso, a legislação irá definir onde determinada empresa poderá ser instalada. Por isso, antes de bater o martelo sobre qualquer lugar, verifique em sua Prefeitura os locais adequados para instalar seu futuro posto. Além disso, também se atente para fatores como o volume de automóveis que passa no local, se possuí um bom acesso para veículos e motocicletas e como é a região (se há grande circulação de pessoas e outros comércios próximos). Tudo isso será fundamental para ter uma dimensão do futuro sucesso do seu empreendimento.

Legislação

Este tipo de modalidade de negócio requer seguir uma regulamentação específica, conforme a legislação. Para se adequar, veja as leis vigentes sobre o assunto em nível nacional e regional (considerando Santa Catarina) e quais órgãos procurar para montar seu posto de combustível:

Estrutura

Dentro do perímetro urbano, a área de um posto de combustível deve ter, no mínimo, 900m2. Porém caso seja localizado em uma rodovia, por exemplo, esse tamanho pode aumentar em até cinco vezes, ou algo em torno de 5.000m2. Você deve se perguntar: mas por que tão grande? É que nesse último caso podem ser explorados no local serviços como restaurantes, lanchonetes, e até hotéis ou dormitórios. Além disso, considere disponibilizar vestiários e banheiros amplos, para os viajantes e caminhoneiros que utilizarem os demais serviços oferecidos.

Equipamentos

Caso a intenção seja montar um posto de combustível do zero, os equipamentos necessários exigirão maior investimento, em virtude da infraestrutura oferecida (externa e subterrânea). Nessa modalidade, são necessários:

  • Tanques subterrâneos para armazenar combustíveis;
  • Bombas e filtros de combustível;
  • Compressores de ar para alimentação de elevadores;
  • Balança de ar;
  • Equipamento de lubrificação e limpeza em geral;
  • Calibrador de pneus;
  • Mangueiras e máquina de troca de óleo;
  • Equipamentos de lubrificação, com graxarias, pneumáticas, pistolas de pulverização, braços giratórios, distribuidores de óleos de diferencial e caixa de engrenagens;
  • Máquinas para lavagens de veículos;
  • Elevadores hidráulicos.

Funcionários

O número de frentistas e atendentes é relativo de acordo com o tamanho da estrutura do local. Devem vestir, preferencialmente, um uniforme que tenha relação com a marca usada pelo posto. De qualquer forma, é fundamental que sejam cordiais, a fim de promover uma boa experiência aos clientes quando utilizarem os serviços do seu posto de combustível. Para evitar imprevistos e problemas desse tipo, vale a pena investir em treinamento do pessoal, oferecendo cursos de atendimento para sua equipe. O Sebrae Santa Catarina oferece uma série de cursos presenciais e online para otimizar, ainda mais, o atendimento aos seus clientes. Clique aqui e veja os disponíveis.

Distribuidora

Outro fator importante a ser considerado é a escolha da distribuidora. Lembre-se que a proposta aqui apresentada é mostrar como montar um posto para revender combustível para consumidores finais. Analise se na região escolhida como local para seu posto de combustível há outros da mesma bandeira; em caso afirmativo, considere eleger outra distribuidora ou local. Além disso, algumas oferecem auxílio para a instalação do posto, dependendo da região escolhida. Essa parceria pode ser realizada via locação ou sublocação do espaço ou, ainda, cessão via comodato. Também podem oferecer algum apoio com equipamentos e layout, para aplicação da sua marca. Outra possibilidade é abrir um posto sozinho; nesse caso, é conhecido como posto de bandeira branca (inclusive sua fachada deve ser branca, sem qualquer tipo de marca aparente). Porém, são exigidas normas específicas. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) determina as regras, juntamente com as distribuidoras. Consulte a entidade para verificar as possibilidades e regulamentações exigidas.

Loja de conveniência

Para oferecer um bom atendimento aos seus clientes, considere montar em seu posto de combustível uma loja de conveniência, com alimentação e demais produtos oportunos para a modalidade escolhida (urbana ou rodoviária). Ofereça diferentes formas de pagamento (cartões de crédito e à vista, em dinheiro). Além dela, diversifique os demais serviços oferecidos em seu empreendimento, a fim de oferecer praticidade para seu público, como máquinas de autoatendimento para venda de refrigerantes, água e salgadinhos, por exemplo.

Possui alguma dúvida sobre o tema? Deixe seu comentário!

segmentação_de_mercado