Turismo rural: mais renda aos produtores do campo

turismo rural

Tranquilidade, contato com o verde da natureza e com o cotidiano do campo. Essa tem sido a busca de diversas pessoas nos momentos de descanso, em um movimento que está fomentando o turismo rural em Santa Catarina e no Brasil. Além de uma opção de lazer, a prática constitui uma alternativa de renda para produtores rurais.

O turismo rural surgiu no Brasil na década de 1980 e desde então tem resultado em uma maior valorização das propriedades, além de impulsionar a economia regional e ajudar a preservar a identidade das populações que vivem no campo.

Dados da Organização Mundial do Turismo apontam que o segmento cresce cerca de 30% ao ano no Brasil. Assim, é preciso planejamento para usufruir essa oportunidade. Quer saber como preparar sua propriedade para receber turistas? Confira abaixo!

Aspectos turísticos que podem ser explorados

Do ponto de vista dos turistas, o turismo rural possibilita um intercâmbio cultural, com acesso e conhecimento sobre a rotina vivenciada no campo, desde o manejo da agricultura, passando pelo cuidado com os animais e a culinária caseira. Embora não vinculado diretamente, a modalidade ainda oferece outras opções, como atividades de aventura – arvorismo, tirolesa, rafting.

Para que tudo isso seja possível, é preciso estruturar a propriedade de acordo com os serviços que serão oferecidos. Alguns já são comuns em outras modalidades turísticas, como hospedagem, alimentação, eventos e recepção.

Paralelamente, outras atividades são específicas do meio rural, como ações pedagógicas e de entretenimento focadas nos processos agropecuários, trilhas e interação com animais. Além disso, o contato com manifestações culturais populares, como dança, teatro e folclore também são bastante apreciadas e podem ser um chamariz para os turistas.

Oportunidades de negócio associadas

Como todo negócio, o turismo rural requer planejamento e compreensão sobre o público-alvo, o potencial da região para atrair visitantes, além de investimentos na propriedade e capacitação dos moradores e colaboradores. Um aspecto essencial é o atendimento turístico, que ganha um toque de simplicidade e familiaridade quando realizado no campo.

É importante ter em mente que o agronegócio segue como principal atividade produtiva na propriedade, sendo o turismo uma atividade complementar. Assim, também é possível comercializar aos visitantes os itens produzidos no local: alimentos in natura – como frutas, legumes e verduras -, pães, geleias, embutidos ou artesanatos são alguns itens bastante apreciados. Dessa forma, quanto maior a diversidade da produção, maior o potencial de atrair turistas.

Baixe o Relatório de Inteligência completo e conheça estratégias para fomentar o turismo na sua região ou propriedade rural.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *